quarta-feira, 9 de março de 2011



Assovia o vento dentro de mim. Estou despido. Dono de nada,
dono de ninguém, nem mesmo dono de minhas certezas, sou
minha cara contra o vento, a contravento, e sou o vento que bate
em minha cara.

Eduardo Galeano
[O livro dos abraços]

2 comentários:

♥ Luciana Mira ♥ disse...

oi Gadê! Adorei o post. bjinhus!

Sam. disse...

Parabéns pela seleção de escritores do blog, Gadê!!

Passei e não tinha como não parar por aqui!

Bjo grande!